quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O tal do Ex

Com 0 Comentario
Se tem uma coisa complicada na vida de uma pessoa é o tal do (a) ex. Mesmo as pessoas mais bacanas mudam quando ganham esse título. Não se engane: você pode até achar que é a ex mais gente boa do mundo, que não atrapalha em nada a vida dos caras com quem já se relacionou, mas provavelmente não é. Até porque Ex Legal é um dos tipos que vai entrar na minha lista de hoje e quando ler você vai entender o que estou dizendo. Lembrando que estou falando de homem porque é com eles que eu lido, mas tenho certeza de que sou algum desses tipos de ex aí também.

O Ex Legal



Como é: o Ex Legal é aquele tipo que era namorado/noivo/esposo/tico-tico-no-fubá que virou amigo e que lida super bem com o passado. Está sempre por perto e nunca fala em voltar. Geralmente é uma ótima companhia, até porque te conhece bem e sabe como te agradar.

Porque dá problema: O problema com o Ex Legal não está em você ou nele, e nem na amizade de vocês. Está no seu futuro/atual relacionamento. Na balada a proximidade com ele espanta os pretês e quando você começa a namorar de novo... Pense bem. Se coloque no lugar da pessoa com quem você está agora. Você ia gostar de ter o passado ali, pertinho e super simpático?

O Ex Volta Pra Mim



Como é: em geral é uma pessoa que deu mancada com você. Fica insistindo que vai mudar e pedindo uma chance. Tende a ter atitudes e reações exageradas, sempre visando chamar sua atenção.

Porque dá problema: A primeira coisa é que é chato. É muito chato o cara te ligar, pedir, insistir, implorar. Se você não quer voltar é até meio constrangedor. Você corta a pessoa de todas as formas educadas e mal educadas possíveis e ela tá lá, firme no propósito. Se você aceita voltar, dificilmente a pessoa cumpre as promessas que fez.

O Ex Confuso



Como é: num dia te quer, no outro não. Te pede pra voltar, chora e faz o maior drama no sábado, mas aparece de namorada nova no domingo. Mesmo namorando te liga e se diz arrependido, pra logo em seguida dizer que não voltaria porque as coisas não mudariam. Nunca sabe o que quer da vida.

Porque dá problema: Se você não sente mais nada pela pessoa, ela incomoda pelo mesmo motivo do Ex Volta Pra Mim. É chato e constrangedor. Se você ainda sente é pior ainda. O Ex Confuso mexe com os seus sentimentos positiva e negativamente de forma alternada, e isso é uma droga. Você quer ser livrar dele, mas tá sempre envolvida no tumulto que ele cria.

O Ex Pé Na Jaca



Como é: O namoro mal terminou e ele já caiu na balada. Enche o Facebook de fotos com uma bebida na mão e as “coleguinhas” que você odiava do lado. Faz de tudo pra passar uma imagem de que está bem e que você foi só mais uma.

Porque dá problema: Pra quem não sente mais nada, o B.O. maior que pode dar são os comentários dos amigos. Todo mundo vai falar que o cara é um babaca e ter uma história nova pra te contar. “Vi o fulano bêbado, dançando a dança do acasalamento com a sicrana”, vai ser o de menos. Se você sente os comentários serão os mesmos. A diferença é que vai doer.

Ex Coitadinho



Como é: É aquele cara que depois que o namoro termina fica chorando, literalmente, pra todos os amigos em comum. Vive pedindo ajuda pras suas amigas pra te reconquistar e faz isso de um jeito tão “gato de botas”, com aqueles olhinhos suplicantes, que todo mundo passa a te achar má, por não querer o dito cujo de volta.

Porque dá problema: Você não quer ser megera, mas também não quer voltar com o cara. Muitas vezes é fingimento do cara, viu? Ele chora, faz um drama, você volta e ele não muda nadinha.

Mas se todo ex dá algum tipo de problema, como lidar com eles?

Em algum momento da vida todas teremos um ex. São raríssimas as exceções. Eu mesma tenho oito. E não dá pra fingir que eles não existem. Me dou melhor com os que escolheram manter a distância. Dá pra ser saudável. Dá pra rolar respeito e educação sem ser best friends. Mas, como sempre falo nos posts, não dou “receitas” aqui. Vale nessa hora é seguir a razão, mas sem deixar o coração completamente de lado, agir de forma equilibrada sempre. Eu ainda tô tentando.

Bjoko,
Isabella Peixoto.

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.