quarta-feira, 2 de abril de 2014

Seca no Cerrado

Com 0 Comentario
Plantas sobrevivendo à seca no Cerrado

Novamente se aproxima mais uma estação seca e fria no Cerrado. Toda a exuberância do Cerrado na estação chuvosa e quente cede espaço para as maravilhosas estratégias da vegetação para sobreviver à seca.

Plantas como a mata barata (Angelim) que desenvolve grande parte do seu caule abaixo da superfície do solo e a chapadinha com seu súber espesso conseguem se resguardar dos efeitos da seca e do fogo. O brotamento e florescimento imediato após as queimadas mostram o quanto a vegetação do Cerrado se adaptou às queimadas.

É também nessas condições de seca e frio que várias plantas perdem suas folhas e florescem expondo melhor suas flores aos polinizadores. No final da seca, sementes aladas, com papus ou outros anexos são dispersas pelo vento e germinam com a chegada das primeiras chuvas ("chuvas de primavera"). Os Ipês colorem o Cerrado de amarelo, roxo, rosa e branco. As paineiras (barrigudas) produzem muitas flores de cor rosa e lançam no ar suas sementes envoltas em fibras brancas.

Entretanto, nem todas as plantas tiveram essa facilidade de se adaptar e sofrem com o fogo que coloca em risco a sua sobrevivência ou compromete a sua reprodução.

Apesar de muitas pessoas afirmarem que o Cerrado é uma vegetação seca, tortuosa e feia, seu potencial econômico é enorme. De suas plantas se extrai tintas, madeiras, cortiças, fibras, resinas, taninos, substâncias medicinais, além de frutos comestíveis de valor nutricional como jatobá, araticum, murici, cagaita, mangaba, baru, mama-cadela, pitanga, bacupari e tantos outros que poderiam ser melhor aproveitados. Destes frutos se faz doces, compotas, geléias, licores, sorvetes, bolos, tortas, etc.

A biodiversidade do Cerrado demonstra seu valor ecológico e a necessidade de preservação da sua vegetação e seus recursos hídricos.

Vamos nos empenhar para fazer dos próximos meses uma estação de flores, sem fogo no Cerrado!
Abrace essa causa e diga não aos incêndios criminosos no Cerrado!

Abraços,
Neiva Antunes

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.