quarta-feira, 15 de abril de 2015

Redes Sociais x Trabalho: tem como dar certo?

Com 0 Comentario

É impossível evitar que o avanço tecnológico e facilidade de acesso à internet façam parte do nosso cotidiano. As redes sociais nos trazem diversão, informações úteis, notícias, lembretes de reuniões, aniversários e eventos, entre tantas outras coisas sem as quais muitos de nós já não sabem viver. Entretanto, a mesma rede que ajuda... Distrai as pessoas, aumenta a amplitude de boatos, gera mal entendidos e pode nos prejudicar. Heroínas? Vilãs? Acho que podemos dizer que as redes sociais podem ser as duas, depende apenas da forma como você as utiliza.

Comecemos pelo começo. Definir o que te interessa na rede pode te ajudar a encontrar a rede social certa e até a encontrar pessoas que tem os mesmos interesses que você. Algumas redes sociais, como é o caso do Facebook, tem funcionalidades diversas e permitem que empresas, usuários e comunidades tenham espaço. Outras tem funcionalidades mais específicas e podem se adequar melhor ao seu perfil. Conheça algumas delas:

Twitter - É um microblog. Prático, o Twitter é bom para compartilhar ideias e informações rápidas e concisas. Principalmente por causa da limitação de caracteres por publicação.
Google+ - Tem poucos usuários ativos, mas ainda assim é uma promessa para o futuro. Integra os serviços Google e te deixa ainda mais conectado.
Foursquare - É um bom lugar para a divulgação de lojas, restaurantes e casas noturnas. Os usuários o utilizam como um guia, já que contém informações, sugestões e críticas deixadas pelos próprios usuários.
LinkedIn - Voltado para quem quer dar destaque à vida profissional, o LinkedIn ainda é mais utilizado no exterior. As empresas podem anunciar vagas de emprego e usuários utilizam seus perfis como currículos.
Tumblr - Assim como o Twitter, o Tumblr funciona como um mini blog. Entretanto, vem sendo mais utilizado para a publicação de fotos e é mais popular entre o público jovem.  
Instagram - O Instagram é um aplicativo com foco na imagem. É o queridinho de muita gente porque permite editar suas fotos no próprio aplicativo utilizando vários filtros. Assim como no Twitter, a utilização de hashtags é uma prática comum e quando você clica em uma ou procura um tema, fica fácil encontrar uma grande quantidade de imagens relacionadas umas às outras.

Redes sociais no trabalho


Hoje muitas empresas selecionam e até demitem funcionários baseados em seus perfis online. Então é importante ficar atento a alguns detalhes:

- Antes de começar a utilizar as redes sociais a torto e a direito no trabalho, procure saber se a empresa permite o uso delas. Mesmo que você esteja postando do seu celular, você está em horário de trabalho.
- Publicações com informações institucionais ou fotos do cotidiano da empresa só devem ser postadas com autorização. Caso a empresa tenha um setor de marketing, procure se informar com ele para não dar vexame divulgando informações incorretas ou confidenciais.
- Evite falar dos seus colegas ou chefes, principalmente de forma pejorativa. Sempre há alguém para ler seu desabafo (e sempre há alguém para não gostar dele).
- Use uma senha diferente (e forte) para cada rede social. Isso dificulta a ação de hackers que podem te "trollar" na rede.
- Nunca se esqueça de fazer log off sempre que deixar sua mesa.
- Cuidado com quem você adiciona. Adicione pessoas que você realmente conhece e/ou que você gostaria que acompanhassem as informações que você posta.
- Muita atenção ao conteúdo. Preconceito, conteúdo pornográfico, piadas inconvenientes e textos repletos de erros de ortografia e gramática podem queimar seu filme.

Muitas vezes nos esquecemos do tamanho do círculo de pessoas que pode ser atingido online. É tanta gente que uma "simples indireta" pode virar uma grande dor de cabeça. Diferente do que acontece na vida offline, onde as coisas são ditas frente a frente, na internet alcançamos várias pessoas com uma mesma frase, vídeo ou imagem. Sua indireta pode atingir pessoas que nem sequer tem a ver com o assunto em questão, o que gera ressentimento e confusões difíceis de corrigir.

Então o meu principal conselho é tornar a atenção e a autocensura suas grandes aliadas. Se pergunte sempre: “Eu gostaria de ver essa publicação na página de um dos meus amigos? Essa informação é relevante? Vai levar entretenimento ou conhecimento a alguém? Estou gerando uma polêmica desnecessária e/ou atingindo alguém de forma negativa?”. Se alguma das respostas te deixar receoso, repense antes de postar.

Bjoko,
Isabella Peixoto.

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.